Apropriação Cultural: Vem entender melhor.

Vou falar de um assunto que está virando polemica em todos os meios de comunicação mas muitos não sabem do que se trata. Apropriaçã...



Vou falar de um assunto que está virando polemica em todos os meios de comunicação mas muitos não sabem do que se trata.
Apropriação Cultural, vamos ao significado? É a adoção de alguns elementos específicos de uma cultura por um grupo cultural diferente. Ela descreve aculturação ou assimilação, mas pode implicar uma visão negativa em relação a aculturação de uma cultura minoritária por uma cultura dominante. Ela pode incluir a introdução de formas de vestir ou adorno pessoal, música e arte, religião, língua, ou comportamento social. Estes elementos, uma vez removidos de seus contextos culturais, podem assumir significados que são significativamente divergentes, ou simplesmente menos sutis do que, aqueles que originalmente realizados.

Quando o assunto é apropriação cultural sempre surge àquela pergunta: Usar turbantes e dreads são apropriações se a pessoa não é negra?
Em base em muitos artigos e li e estudei sobre a minha cultura e vou explicar.
Usar turbantes ou dreads é apropriação cultural. O turbante é um ornamento de símbolo religioso em várias culturas, Principalmente no afro. Ele evidenciava a ligação dos negros escravizados com seus costumes originais e representava a resistência. No caso do dread, ele é característico em indianos, africanos e outras culturas não ocidentais e, quando reproduzido, as pessoas se apropriam de um item que faz parte da “beleza natural” de determinado povo, mas que também está ligado às tradições.
Ninguém é proibido de nada, mas vivemos num mundo onde há muito tempo uma cultura é dominante e imposta, o modelo a ser seguido é o europeu, consequentemente, o padrão estético é o ocidental e branco. Quando percebemos interesse esses símbolos sofrem um processo de embranquecimento, elitização e exclusão dos costumes. O turbante que sua empregada negra  usava não era bonito ou interessante até estar na capa da revista Vogue por exemplo. O pior de tudo isso  é que a exclusão vem quando a tradição se torna um bem de consumo caro e de acesso restrito, ou seja, vira “modinha/tendência super fashion”. É totalmente diferente ser branco – ou passar como branco – e usar um turbante/dread, e ser negro usando as mesmas coisas; os olhares são outros, exatamente porque quando usado pelo protagonista daquela tradição, o símbolo ganha outro significado, ele é político, de resistência e empoderamento.
Conseguiram entender um pouco sobre apropriação cultural?


Muitas pessoas vê isso como uma forma de preconceito contra as pessoas brancas ou acha que nós negros estamos nos fazendo de vitimas, mas não! Só queremos respeito com a nossa cultura, que as coisas que tem um grande significado para nós, percam o significado por causa desse mundo capitalista de sem coração!

Para quem ainda tem duvida abaixo tem um video do canal Afro e afins explicando tudo e mais um pouco.


You Might Also Like

0 comentários

Instagram: @franciscok_